n°.03 - 09/2015


Ao levantar essa dúvida, percebemos que sem sombras de dúvidas, o correto a ser feito seria a adaptação do homem a natureza, mas será que tem sido realmente desta maneira?


Um dos efeitos mais imprevisíveis das alterações climáticas será a subida dos oceanos. Os cientistas têm dificuldade em adiantar estimativas, dada a complexidade dos sistemas em causa, mas os números apontam para que esteja em curso uma subida do nível do mar que pode ter graves consequências, as estimativas do IPCC (Painel Intergovernamental sobre alterações climáticas) apontam para a subida do nível do mar entre 0,5 metros e 1,4 metros até 2100.


Nos últimos meses a região sul da Bahia tem sido prova viva desse avanço, mais especificamente em Ilhéus, onde o avanço da maré tem tirado o sono de muita gente, principalmente moradores dos bairros do São Domingos e São Miguel que beiram a praia do norte.  Acredita-se que a subida repentina do oceano nessa região, foi uma forma de resposta da mãe natureza à construção do porto local na década de 60. Esse avanço tem deixado marcas e vem assustando a todos que passam pelo local. A devastadora força do mar tem derrubado e ameaçando quiosques e cabanas, também afetou seriamente parte da pavimentação BA-001 no local. Principal acesso viário para Serra Grande, Itacaré e regiões do entorno do PESC e litoral acima.  Nunca é demais cuidar de quem sempre nos acolheu, a relação homem & natureza resume-se em reciprocidade.

praiadonorte3.jpgsite

Versão PDF

Expediente:
Informativo mensal do Parque Estadual da Serra do Conduru - Projeto Amigos do PESC: fortalecimento da Gestão. 50 exemplares, afixados nas Comunidades do entorno do Parque. Repórteres: Ednaldo de Souza; Iuri Ribeiro; Rosalvo dos Santos; Thalles Santana. Serra Grande, Uruçuca/BA. Publicação: Makak. Apoio: INEMA; Mecenas da Vida - Patrocínio: Instituto Arapyaú. Contato: pescanoticia@parquedoconduru.org

Traduzir página

Topo